Please Sign In or Create an account
Relacionamentos Heterossexuais Consensualmente Não Monogâmicos e Satisfação Relacional e Sexual

Relacionamentos Heterossexuais Consensualmente Não Monogâmicos e Satisfação Relacional e Sexual

Title and abstract in Portuguese, presented in Spanish

Apresentamos uma sistematização teórica atualizada a
respeito dos Relacionamentos Heterossexuais
Consensualmente Não Monogâmicos (RHCNM) e a
satisfação relacional e sexual. São diferenciados três
tipos: poliamor, swinger, relação aberta. Existe outro
tipo, o threesome, atualmente em discussão sobre se
deve se considerar uma quarta categoria.
A satisfação relacional dos RHCNM é positiva:
comunicação, acordos, regras, compromisso, intimidade,
confiança e apego, com índices baixos de ciúmes
e comportamentos retentivos. Isto se mostra em
contradição com visões populares que os assinalam tais
relacionamentos como disfuncionais, patológicos ou
carentes de amor.
Satisfação sexual é igualmente positiva e elevada, apresentado
índices elevados em variáveis específicas: atitudes
positivas para com o sexo, necessidades sexuais diversas,
abertura a novas situações excitantes, frequência sexual e
atingir orgasmo, contrariamente a visão.
Diferenças relacionadas ao gênero: apreciação da
satisfação (homens e mulheres consideram de maneira
diferente as satisfações relacional e sexual); pontuação
sobre respeito do casal primário e comparação com o
secundário (a satisfação com parceiro/a secundário/a
tem significado diferente para mulheres que para
homens) e na preferência de certas práticas (mais mulheres
toleram interação com outras mulheres, do que
homens entre homens).
Diferenças ligadas à orientação sexual: autodefinidos
heterossexuais em práticas consensualmente não
monogâmicas, antes associadas a LGBTI.
A relevância é de grande importância na clínica, servindo
para posicionar estes relacionamentos como aceitos
e não patológicos, considerá-los uma prática
saudável, um modo a mais de relacionamento
romântico. Também para a formação do psicoterapeuta
de casais, com inclusão de novas teorias de relacionamento.
O ensino de uma multiplicidade de maneiras de
se relacionar, na consideração de atrações existentes, no
respeito da diversidade, na desconstrução do único
modelo de relação: Monogâmico e Heteronormativo.
A atenção ao RHCNM permite repensar os conceitos
de ciúmes e traição, e estender a análise para a
consideração da violência nos relacionamentos abusivos.
Palabras clave: non-monogamic relations, couple
relation, psychotherapy
Conflicto de interés y declaración de divulgación:
Ninguno

Speakers: Ana G. Blanc